Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Steven Spielberg quer Netflix fora dos Óscares (e Netflix já respondeu)

A tradição contra a modernidade

O realizador Steven Spielberg criticou recentemente a Netflix, afirmando que a relutância da plataforma em disponibilizar os seus filmes nos cinemas estava a prejudicar a "experiência cinematográfica".

As suas críticas foram feitas na cerimónia de entrega dos prémios da Cinema Audio Society, onde recebeu um prémio de realização. "Acredito piamente que os cinemas devem durar para sempre", disse.

O realizador irá também apoiar uma proposta referente aos Óscares da Academia, que dificultará o acesso de filmes lançados por serviços de streaming a esses mesmos prémios.

As declarações de Spielberg, que surgiram na sequência de uma polémica em torno de "Roma", de Alfonso Cuarón - que foi disponibilizado apenas na Netflix e que venceu três Óscares - já mereceu resposta por parte da plataforma.

"Adoramos cinema. Eis outras coisas que também adoramos: o acesso das pessoas ao cinema, particularmente daquelas que não podem pagar uma ida ao cinema ou não têm um na sua cidade; permitir que toda a gente, em todo o lado, tenha acesso aos lançamentos ao mesmo tempo; dar aos realizadores mais uma forma de partilhar a sua arte", pode ler-se na conta oficial da Netflix no Twitter.