Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

RTP

“Estou bué à toa. Tomei um analgésico por causa do pé”. A primeira reação de Conan Osiris à vitória no Festival

A reação de Conan Osiris à vitória no Festival da Canção

Em conferência de imprensa realizada logo após o Festival da Canção, Conan Osiris reagiu à sua vitória no evento.

"Ainda estou 'bué' à toa e dói-me 'bué' o pé, porque torci o pé na segunda-feira", afirmou. "Tomei um analgésico por causa do pé. Estou super insensível ainda, juro".

O autor de 'Telemóveis' não deixou, no entanto, de agradecer pela sua vitória. "O rapaz estava a dizer há bocado que tive 'bué' pontos, mais que o Salvador [Sobral, vencedor da Eurovisão em 2017], ou 'whatever', não percebo nada disso, mas 'uau', obrigado mesmo", disse.

No final do concurso, o músico chamou ao palco os restantes concorrentes do Festival da Canção para com ele interpretar o tema vencedor. "Vieram e isso fez todo o sentido para mim. Nestes dias foi uma cena quase como eu nunca senti, de irmandade, de não competição, uma cena super saudável, desde partilhar truques, chazinhos, dicas".

Sobre a possibilidade de vir a boicotar a Eurovisão, como já apelaram algumas organizações pró-Palestina, Conan Osiris mostrou-se esquivo. "As coisas nem sempre são normais, como parecem, nós é que temos de ter alguma capacidade para moldar o que será normal. Ainda estou a estudar as coisas, as possibilidades e as realidades, vou digeri-las e vou prosseguir e ver o que é considerado o real normal para essa situação", comentou.

Conan Osiris não esqueceu, ainda, as muitas reações - sobretudo as negativas - que teve aquando da sua prestação na primeira semifinal do Festival da Canção. "Se calhar as pessoas não me conheciam e precisaram de tempo para digerir e agora já percebem, não sei. Pode ter sido isso".

A sua vitória no Festival da Canção surge pouco depois de ter sido considerado por muitos fãs da Eurovisão como um dos grandes candidatos à vitória final no concurso. Mas essa ideia não o perturba: "Menino, vim a Portimão agora porque era mais perto. Agora vou a outro sítio, vamos ver o quê que dá. Nem sei se para a semana estou cá ou não. Vamos ver", explicou.