Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Imagem do filme "Bohemian Rhapsody"

“Bohemian Rhapsody” vai ser exibido na China mas Freddie Mercury não será gay

Mais um caso de censura na China

O filme "Bohemian Rhapsody" irá ser exibido na China, mas sem quaisquer referências à homossexualidade de Freddie Mercury.

Imagens de Mercury (interpretado por Rami Malek) a beijar outros homens, no filme, serão censuradas na China, bem como todas as imagens que mostrem consumo de drogas.

"Bohemian Rhapsody" terá, ainda, uma edição bastante limitada na China, estreando-se naquele país a meio de março. Caso obtenha sucesso junto do público, poderá vir a ser exibido em mais cinemas chineses.

Durante a última cerimónia dos Óscares, a China censurou o discurso de Rami Malek, com o website Mango TV a trocar expressões como "homem gay" por "grupo especial".