Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Eddie Vedder SBSR 2014

Rita Carmo

Agente Infiltrado: Eddie Vedder mais próximo de Portugal? Há mais concertos anunciados

Já não é apenas rumor: Eddie Vedder dará mesmo concertos a solo na Europa entre o final da primavera e o início do verão. E vai tocar à região de onde veio o vinho que bebeu em Portugal no ano passado

O Agente Infiltrado estava atento e, no fim de janeiro, sinalizou o que se tornaria - sabemo-lo hoje - inevitável: Eddie Vedder regressará mesmo à Europa em nome próprio, um ano após ter atuado com os seus Pearl Jam deste lado do Atlântico, com paragem em Algés.

Se tudo começou com um anúncio de um concerto em nome próprio na condição de artista de suporte (primeira parte, diz-se por cá) de um espetáculo dos The Who a 6 de julho no Estádio de Wembley, agora a rota de Vedder contempla também uma viagem a Itália para dois concertos (ambos ocorrendo antes do 'show' londrino): primeiro no Firenze Rocks, em Florença, a 15 de junho, na condição de cabeça de cartaz (Ed Sheeran, Tool, The Cure são os outros destaques do festival), depois, a 17 do mesmo mês, no Collisioni Festival, em Barolo, um festival 'agri-rock de literatura e música' (isso mesmo) na famosa zona vitivinícola - recorde-se que era desta região o vinho que bebeu em palco em Portugal, no ano passado, à frente dos Pearl Jam. Neste segundo concerto italiano, anuncia-se que "a noite principiará com uma atuação especial de Glen Hansard", cantor e compositor irlandês, amigo de longa data de Vedder.

Eddie Vedder em palco no NOS Alive, em Algés, em julho de 2018

Eddie Vedder em palco no NOS Alive, em Algés, em julho de 2018

"Tempos divertidos virão", com os Pearl Jam aparentemente longe dos palcos na primeira metade do ano e alegadamente fora dos festivais europeus, dava a entender um 'insider' no fórum do clube de fãs dos Pearl Jam, Ten, há poucas semanas. Num fórum dedicado aos festivais na Europa, outro fã bem colocado afirma que Vedder irá "definitivamente entrar em digressão", semeando a ideia de que o festival espanhol Mad Cool, que se realiza na mesma altura do português NOS Alive (11, 12 e 13 de julho), poderá acolher o líder dos Pearl Jam, banda que também passou pelo evento madrileno em 2018.

Ttendo em conta as datas dos concertos anunciados, uma provável digressão poderá estender-se por um período que coloca em jogo os três principais festivais portugueses que se realizam em julho: NOS Alive (11, 12 e 13 de julho), Super Bock Super Rock (18, 19, 20 de julho) e MEO Marés Vivas (19, 20 e 21 de julho). Não é, porém, de descurar que Vedder volte a Portugal num concerto à margem de um festival, estando essa hipótese condicionada pela forte possibilidade de os Coldplay regressaram ao nosso país este ano. Os palcos portugueses, bem como as ondas, esperam por ele.

Eddie Vedder atuou duas vezes a solo no nosso país: a primeira em 2012, no MEO Sudoeste, na Zambujeira do Mar; a segunda no Super Bock Super Rock, em 2014.