Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Como “a coisa mais gay que fizemos” se transformou no maior sucesso dos Guns N’ Roses

Slash explica-se

'Sweet Child O' Mine' é um dos grandes êxitos dos Guns N' Roses, mas há pelo menos um elemento da banda que não aprecia a canção tanto quanto os seus fãs: Slash.

Em entrevista a uma televisão australiana, Slash explicou que o seu problema com a canção - uma balada - não ia de encontro à sonoridade mais pesada e furiosa da banda.

"Não era fã da canção, à altura. Entretanto cresceu, mas contém um riff que eu nunca pensei que pudesse ter o sucesso que teve", afirmou.

Não é a primeira vez que Slash menospreza o tema em questão: em 2014, em entrevista à rádio WEBN, o guitarrista referiu-se a 'Sweet Child O' Mine' como "a coisa mais gay que fizemos".

"Adoro o riff, mas a canção... Éramos uma banda hard rock, tipo os AC/DC, com muita atitude. Quaisquer baladas que fizéssemos iam soar a blues. Esta era mais alegre. Mas é uma grande canção; só não se conjugava com o que andávamos a fazer. E, claro, foi o nosso maior êxito", disse então.