Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Brian May

Getty Images

Brian May revoltado com comentários do Instagram: “É um erro terrível imaginar que todos os nossos 'seguidores' são nossos amigos”

O guitarrista dos Queen foi muito criticado por ter, supostamente, defendido o realizador de “Bohemian Rhapsody”, Bryan Singer, acusado de abuso sexual de menores

Brian May, guitarrista dos Queen, mostrou-se revoltado com os comentários que recebeu no Instagram depois de, supostamente, ter defendido o realizador de "Bohemian Rhapsody", Bryan Singer, acusado de abuso sexual de menores. Numa longa mensagem na rede social, o músico escreveu: "é um erro terrível imaginar que todos os nossos 'seguidores' são nossos amigos. Obrigado a todos os que acreditaram e me apoiaram no momento em que fui atacado em praça pública".

Explicando que ficou "chocado e desiludido" com a situação, May garante, no entanto, que não vai deixar o Instagram, "sim, refreei-me um pouco. Não sinto a necessidade de ser muito interativo neste momento", diz antes de acrescentar: "não vou fazer nada dramático. Vou continuar aqui. Mas nunca mais vou sentir o mesmo pelo Instagram. Aquela sensação de confiança foi-se".

"Fez-me pensar novamente naquelas histórias de miúdos que são alvo de bullying, até ao ponto de se suicidarem, em publicações nas redes sociais feitas por 'amigos' que se viraram contra eles", escreve ainda o guitarrista, "agora sei, em primeira mão, o que é sentir que estamos num espaço seguro, relaxados e abertos e com as defesas em baixo, e depois, devido a algo que dizemos, sermos subitamente estraçalhados. Está tudo bem - não espero compaixão. Sou adulto - consigo lidar com isto. Vou simplesmente comportar-me de forma um pouco diferente a partir de agora. Cuidem de vocês, amigos - estou a falar a sério".

Na semana passada, depois de surgirem novas acusações a Bryan Singer, produtor e realizador que foi despedido durante as filmagens de "Bohemian Rhapsody" mas permaneceu nos créditos do filme, uma seguidora de May aconselhou-o a deixar de seguir o cineasta no Twitter, ao que o músico respondeu: "precisas de te meter na tua vida e deixar de me dizer o que fazer. E precisas de aprender a respeitar o facto de um homem ou uma mulher serem inocentes até prova em contrário".

Pouco tempo depois, acabaria por pedir desculpa: "querida Sue, peço desculpa por ter respondido à tua mensagem de forma tão irrefletida e pouco respeitadora. A minha reação resultou de achar que alguém me estava a dizer o que fazer. Percebo agora que estava completamente errado ao pensar dessa forma".