Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Jorge Palma

Rita Carmo

Jorge Palma sobre o encontro imediato com touro que conta em canção dos Xutos: “Aconteceu mesmo. Histórias nos Açores são mais que muitas”

Jorge Palma é um dos convidados de 'Imprevistos', a canção que fecha “Duro”, o novo disco dos Xutos e Pontapés, hoje nas lojas. Também hoje, a banda toca no Lisboa ao Vivo

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Jorge Palma é um dos convidados de 'Imprevistos', a canção que fecha o alinhamento de “Duro”, o novo álbum dos Xutos & Pontapés, hoje nas lojas.

Tanto Jorge Palma como Capicua responderam ao apelo de Tim, que achou que a canção ficaria a ganhar com dois relatos de situações inesperadas.

“A música tinha um espaço para se falar! Eu tinha tido, há bastante tempo, a ideia de pôr pessoas a falar de coisas que lhes aconteceram. Aquelas coisas 'fora'”, explicou o vocalista e baixista, em entrevista à BLITZ.

Se Capicua optou por falar do seu percurso no rap e da própria participação numa canção dos Xutos, Jorge Palma ofereceu uma história sobre um encontro imediato -- e perigoso - com um touro, nas ruas dos Açores.

Veja aqui parte da letra que escreveu para a canção dos Xutos:

Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, século XXI, o rapaz nunca gostou de touradas, mas gosta de animais, até dos grandes tubarões brancos, dos crocodilos, das cobras…
É verão, dia de sol e de tourada à corda. O rapaz e a sua companheira decidem ir ver e juntam-se à multidão
Alguém lhes diz que o touro virá de lá do alto, ao longo da linha branca pintada no chão até à praça principal
O rapaz e a miúda vestem a roupa de verão, ele está de t-shirt, calções e sandálias
Ouve-se um foguete e sai o touro disparado pela rua abaixo, toda a gente provoca
O rapaz acende um cigarro e encosta-se à esquina para ver o bicho passar
Só que o animal trava subitamente e olha para o rapaz, estão menos a dez metros um do outro
Aquela massa muscular, os cornos e sobretudo os grandes olhos fixos fazem com que, depois de um instante de espanto, ele desate a fugir pela ruela adentro
Só que o touro é mais rápido e colhe-o por baixo, atirando-o ao ar
Tenta levantar-se, mas é de novo atirado ao ar
Depois de um momento de pausa, o touro dá meia volta e vai à sua vida
O rapaz também
Está atordoado, esfolado e dorido
Minutos depois, acha que o touro até foi delicado, podia ter sido o princípio de uma grande amizade


A história aconteceu mesmo, tal como a descrevo, só que histórias passadas nos Açores são mais que muitas”, garante Jorge Palma à BLITZ. “Já toquei nas nove ilhas e, sobretudo nas três últimas décadas, tenho frequentado regularmente S. Miguel, Terceira, Faial e Pico, pelo que não sei precisar em que ano sucedeu esse meu encontro com o touro. Sei que foi já neste século e há mais de sete anos”.

Na preparação deste tema, os Xutos deram a Jorge Palma toda a liberdade, assegura o próprio.

“Liberdade sempre! Com o pessoal dos Xutos e, em particular, nesta participação em 'Imprevistos', até senti liberdade a mais, já que o Tim só me dizia 'orienta-te, tá fixe, improvisa aí mais um bocado', ao que eu respondia 'calculo que saibas o que estás a fazer', e ríamos, rimo-nos muito”.

Jorge Palma ouviu “em cima do joelho uma cópia ainda por misturar” da canção. “Nesse período o tempo fugiu-me e portanto não cheguei ouvir o resultado final. No entanto, tenho absoluta confiança nos Xutos e na Capicua, sei que deve estar bom de ouvir. Capicua fantástica como sempre”.

Quanto ao epíteto que Tim lhe oferece, de “mestre da letra e do riso”, comenta Jorge Palma: “Bom, as letras não param de se relacionar em infinitas combinações e sempre me soube bem pisar o risco”.

Veja aqui os Xutos a falar sobre a participação de Jorge Palma e Capicua em 'Imprevistos':

E ouça aqui o tema:

“Duro”, o novo álbum dos Xutos e Pontapés, chega hoje às lojas. Também hoje, a banda toca no Lisboa ao Vivo. A 1 de fevereiro, estarão no Hard Club, no Porto.

Pode ver aqui a entrevista completa dos Xutos e Pontapés à BLITZ.