Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Realizador de “Bohemian Rhapsody” é alvo de acusações de abuso sexual de menores

Um artigo da 'The Atlantic' relata as situações. A revista afirma ter falado com mais de 50 fontes

Bryan Singer, o realizador da 'biopic' dos Queen, "Bohemian Rhapsody", é acusado de abuso sexual por quatro homens.

As situações na base destas alegações surgem descritas na "The Atlantic", resultado de uma investigação levada a cabo ao longo de doze meses pela revista norte-americana.

Victor Valvodinos, um dos homens que acusa Singer, afirma que foi "atacado" pelo realizador num vestiário durante a rodagem de "Sob Chantagem" ("Apt Pupil", de 1998), filme no qual o então adolescente trabalhou como figurante.

Dois outros homens, identificados com os pseudónimos Eric e Andy, afirmam que Singer manteve com eles relações sexuais numa altura em que ambos contavam 15 anos. Um quarto indivíduo, apresentado com o nome Ben, afirma ter tido com Singer uma relação de sexo oral quando contava "17 ou 18 anos".

O realizador, que não concluiu o filme que conta a história de Freddie Mercury e dos Queen, tendo sido afastado em dezembro de 2017, nega "categoricamente" todas as acusações de que é alvo, salientando que não teve sexo com - nem tem preferência por - menores de idade.