Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Todas as estrelas que recusaram entrar no documentário sobre as alegadas vítimas de R. Kelly

Apenas uma concordou participar: John Legend

O documentário "Surviving R. Kelly", que explora as acusações de abuso sexual de que o cantor R&B tem sido alvo, não conta com depoimentos de figuras de destaque do mundo das artes que, no passado, se insurgiram contra R. Kelly.

Segundo o produtor executivo de "Surviving R. Kelly", apenas John Legend aceitou dar a cara neste documentário. "Pedi ao Jay-Z, à Mary J. Blige, à Lil' Kim, à Erykah Badu, ao Dave Chappelle...", afirmou Dream Hampton ao website Shadow and Act.

Numa outra entrevista, ao jornal Detroit Free Press, o produtor incluiu ainda Lady Gaga e Questlove, dos The Roots, à lista de rejeições. "Lembro-me de o Questlove dizer 'faço tudo por ti, menos isto'. Não é por apoiá-lo, é porque o caso está uma lástima".

O documentário, que se divide em seis partes, conta com a colaboração de Andrea Kelly, ex-mulher do músico, Tarana Burke, fundadora do movimento #MeToo, a cantora Sparkle e familiares e amigos próximos de R. Kelly.

A exibição de "Surviving R. Kelly" chegou a estar em risco. Segundo o website TMZ, o advogado de R. Kelly enviou uma carta ao canal Lifetime ameaçando processá-lo caso este transmita o documentário.

O músico e sua equipa legal alegam que as acusações são falsas, e acrescenta que o Lifetime sabe que algumas das entrevistadas estão a mentir em relação aos alegados abusos. Por seu turno, o canal garantiu que o programa irá para o ar como planeado, tendo-se estreado esta quinta-feira.

Veja aqui um trecho do documentário: