Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Como está hoje a rapariga da capa do álbum de estreia dos Godsmack

A história de Toni Tiller, que "ajudou" a vender mais de 4 milhões de cópias do disco

Em 1998, os Godsmack lançaram o seu álbum de estreia, homónimo, por muitos considerado como um dos melhores da cena nu metal e que, só nos Estados Unidos, vendeu mais de 4 milhões de cópias.

A capa mostrava uma jovem ruiva, com piercings no nariz e no lábio, representação da forma como a juventude se mostrava então. E a Kerrang! decidiu procurá-la, de modo a saber o que anda Toni Tiller - a jovem em questão - a fazer hoje.

A forma como Tiller se tornou no rosto de "Godsmack" é mais simples do que possa parecer. À altura, a modelo vivia em Nova Iorque, tendo-se deixado fotografar por um amigo, que incluiu a imagem num projeto seu. A banda tomou conhecimento da mesma e gostou tanto que... fez dela capa.

Explicou Tiller à Kerrang! que, apesar de nunca ter trabalhado como modelo profissional, era bastante conhecida dentro da "cena" nova-iorquina. "Houve uma senhora que fez uma boneca minha", contou.

Sobre os Godsmack, Tiller diz tê-los cumprimentado "umas quantas vezes". "Foram bastante simpáticos", disse. E a "fama" não a perturba, já que, aparentemente, nenhum fã da banda a reconhece na rua.

Hoje em dia, Tiller já não está tanto por dentro do mundo do rock. "Moro na floresta, estou careca, ando descalça, faço meditação, cozinho... E nos meus tempos livres lidero um 'reformatório' para gatinhos mal-educados", revelou.