Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

O que vão trazer os Slipknot a Portugal

A banda norte-americana atuará no Estádio do Restelo, em julho

Os Slipknot prometem regressar em grande em 2019. A banda norte-americana irá pôr fim a uma pausa de quase três anos no que diz respeito a espetáculos ao vivo, tendo anunciado uma nova digressão europeia (que passará por Portugal) e um álbum novo.

O regresso dos Slipknot aos palcos está marcado para o dia 7 de junho do próximo ano, quando a banda subir ao palco do Rockfest, em Hyvinkää, na Finlândia. Seguir-se-ão presenças em festivais como o Rock Im Park e o Rock Am Ring, na Alemanha, o Download, na Inglaterra, o Graspop, na Bélgica, o Ressurrection, em Espanha e o festival VOA, em Portugal (Estádio do Restelo, Lisboa), a 4 de julho.

Os Slipknot deverão trazer à Europa música nova, já que Corey Taylor anunciou recentemente que a banda irá regressar em breve ao estúdio para trabalhar no seu sexto álbum de originais. À Loudwire, o vocalista revelou inclusive que o grupo terá composto "a canção mais pesada" que alguma vez fez. "Temo-lo descrito [ao novo álbum] desta forma: 'e se os putos que fizeram o "Iowa" [multiplatinado álbum de 2001] tivessem crescido'?", afirmou.

À Resurrection Fest TV, Taylor explicou que os Slipknot já gravaram as maquetas de 20 canções novas. "Estamos a tentar arranjar uma forma para que as pessoas ouçam as canções todas", explicou. "É algo no qual estamos a pensar, dar mais ao público, dar mais de nós aos fãs. Mas tem de fazer sentido; tem de ser Slipknot. Não pode ser algo que pomos cá fora só porque sim. Tem de ter conteúdo, paixão", rematou.

O último concerto dos Slipknot em Portugal foi na edição de 2009 do Alive. A banda estreou-se entre nós no então denominado Pavilhão Atlântico, em 2001, tendo no ano seguido atuado no festival da Ilha do Ermal. Em 2004, fez parte do cartaz da primeira edição do Rock In Rio-Lisboa.

Os bilhetes para o VOA, festival que transitou de Corroios para Lisboa, custam 75 euros (passes) e 50 euros(bilhete diário) e vão ser postos à venda a partir da próxima sexta-feira, 26 de outubro.