Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Tommy Lee e Pamela Anderson

Getty Images

Filho de Tommy Lee diz ter batido no pai para defender a mãe, Pamela Anderson. “É o resultado do alcoolismo dele”

Ex-baterista dos Mötley Crüe ficou inanimado após a agressão do filho de 21 anos e diz que está a ser caluniado

Tommy Lee e o filho de 21 anos, Brandon Lee, viram-se envolvidos numa briga na passada segunda-feira à noite e agora o ex-baterista dos Mötley Crüe diz que está a ser difamado, tendo inclusivamente abandonado o Twitter.

O jovem diz ter batido no pai para defender a honra da mãe, a atriz Pamela Anderson, e que tudo resultou do "alcoolismo" do pai. O músico foi transportado para o hospital depois de ter ficado sem sentidos na sequência da agressão. A polícia foi chamada ao local mas não fez qualquer detenção.

Lee reagiu à situação no seu Twitter, dizendo: "a minha noiva e eu estávamos na cama quando o meu filho entrou no quarto e me atacou. Pedi-lhe para sair de casa e ele deixou-me inconsciente. Fugiu da polícia. Essa é a verdade".

Na sequência dessas declarações, Brandon respondeu num comunicado, dizendo-se "devastado" e atribuindo as culpas do que se tinha passado ao pai: "é resultado do alcoolismo dele. Trabalhei de forma incansável para organizar uma intervenção e fico muito triste por nunca ter acontecido".

"Queria que a sobriedade e recuperação do meu pai continuassem a ser assuntos de família, privados, mas com as acusações dele nas redes sociais sinto-me forçado a falar sobre o assunto", continuou, "tenho colaborado e vou continuar a colaborar com as forças da lei. Adoro o meu pai e só quero vê-lo sóbrio, feliz e saudável".

A resposta não se fez esperar e, antes de anunciar que iria abandonar o Twitter para não ler mais "mentiras", Tommy Lee disse estar "mais feliz do que alguma vez estive na minha vida", defendendo que bebe de vez em quando: "porque estou reformado e a aproveitar a vida. Trabalhei mais de 30 anos e mereço isto. Não organizaste nenhuma intervenção, quase nem falaste comigo enquanto estiveste lá. Estás apenas a tentar proteger-te".