Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Como é que o Spotify sabe a música de que gostamos mas ainda não conhecemos?

Uma explicação para como o Spotify nos recomenda a música pela qual nos poderemos vir a enamorar

Uma das grandes características do Spotify é a sua capacidade de nos recomendar música de que poderemos vir a gostar, baseando-se naquilo que já ouvimos. Mas, como funciona?

O website Hackernoon explicou, de forma pormenorizada, como é que o Spotify "adivinha" que há uma canção ou um artista que pode vir a figurar na nossa lista de preferências. E é uma fusão de todas as boas qualidades de outros serviços, como a Pandora ou o Last.fm.

De forma a compor as suas playlists, nomeadamente a "Discover Weekly", que contém 30 canções recomendadas pelo serviço, o Spotify utiliza três modelos: uma filtragem colaborativa (Collaborative Filtering), um processamento natural da linguagem (Natural Language Processing) e um modelo áudio.

O primeiro é simples: o Spotify analisa não só os nossos próprios gostos, como também os gostos de outros utilizadores. Ou seja: se gostamos da banda w, da banda x, da banda y e da banda z, e existir um utilizador que goste da banda v, da banda w, da banda x e da banda y, o Spotify irá reconhecer que partilhamos gostos em comum - e, assim, recomendar-nos aquilo que a outra pessoa anda a ouvir e nós não.

O segundo modelo baseia-se exclusivamente na palavra: o Spotify está sempre à procura, na web, daquilo que se diz e escreve sobre um determinado artista, em blogues ou outros websites. Não só isso, como também "anota" que artistas são mencionados juntamente com este, num processo semelhante ao Collaborative Filtering: se um músico é mencionado no mesmo texto que outro, é provável que também o apreciemos.

O terceiro modelo pega, exclusivamente, no áudio, isto é, nas canções. O Spotify analisa duas ou mais canções e faz as suas recomendações através das semelhanças entre as mesmas. Tudo somado resulta nas playlists "Discover Weekly" - e nos muitos elogios dos utilizadores da plataforma.