Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Foo Fighters no NOS Alive'17

Rita Carmo

Há um álbum “modelo” para os Foo Fighters, segundo Dave Grohl. E é de uma banda brasileira

Dave Grohl falou sobre uma das maiores influências dos Foo Fighters em nova entrevista

Por mais que os Foo Fighters tentem, nunca irão fazer um disco tão pesado quanto este: Roots, dos Sepultura. E é o próprio Dave Grohl quem o admite.

À conversa com a Mojo, o guitarrista e vocalista explicou que avalia todos os discos dos Foo Fighters comparando-os ao álbum da banda brasileira. "Esse disco foi a bitola para todos os álbuns que os Foo Fighters fizeram em dez anos", disse.

"'Isto soa bastante bem, mas vamos ver como ombreia com esse disco dos Sepultura'... Nunca fizemos nada que chegasse perto. Mas deu alguma perspetiva: isto é pesado. 'Que estás a fazer? É fixe, mas isto é pesado'", continuou.

Grohl diz mesmo que Roots, editado em 1996, é "o álbum com maior poderio sónico que alguma vez ouvi", gracejando que tudo o que resto, comparado com este, "soa ao peido de uma mosca".

"A primeira vez que tocaram em Seattle, foram ferozes. Não tinham aquela estética heavy metal, havia rastas e as guitarras tinham uma afinação gravíssima", contou. "O [Krist] Novoselic também começou a gostar deles, e a dada altura pensámos em tê-los a abrir para os Nirvana. Nunca aconteceu".