Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Alanis Morissette

Ex-agente de Alanis Morissette admite ter-lhe roubado 5 milhões de dólares

Jonathan Schwartz terá furtado mais de sete milhões de dólares, cerca de seis milhões e meio de euros, a várias celebridades

O ex-agente de Alanis Morissette, Jonathan Schwartz, admitiu ter roubado quase cinco milhões de dólares - mais de quatro milhões e 500 mil euros - à artista. Deu-se, também, como culpado de ter roubado, no total, mais de sete milhões de dólares (perto de seis minhões e meio de euros) a várias outras celebridades, cujos nomes não foram revelados.

Schwartz, de 48 anos, está acusado de fraude e de ter apresentado declarações de impostos falsas para esconder os roubos. O dinheiro foi retirado retirado da conta de Morissette entre maio de 2010 e janeiro de 2014. Quando confrontado inicialmente com a questão, o agente mentiu, dizendo que tinha investido o dinheiro num negócio ilegal de marijuana.

Os advogados do agente pedem uma pena de quatro a seis anos numa prisão federal, devido à sua confissão, mas poderá ser condenado a, no máximo, 23 anos. Vai a tribunal a 1 de fevereiro.

Schwartz trabalhou na empresa GSO Business Management, que tem como clientes artistas como Katy Perry, 50 Cent ou Tom Petty. O esquema foi descoberto quando Morissette entregou a gestão do seu dinheiro a um novo agente e o processo em tribunal foi movido pela GSO, que diz já ter restituído aos lesados o dinheiro que lhes foi roubado.