Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Opinião

João Reis Moreira e Conan Osiris

Andres Putting/Eurovision.tv

Telegramas de Telavive, por Nuno Galopim: Na passadeira laranja

Nuno Galopim, comentador da Eurovisão e colaborador da BLITZ, reporta a partir de Israel as ocorrências do festival. Um encontro especial entre Conan Osiris e uma 'rainha' da edição de Lisboa é o tema do primeiro telegrama

Nuno Galopim

Nuno Galopim

Jornalista

Apesar de uma primeira semana de ensaios, a abertura oficial de cada Festival da Eurovisão faz-se com o desfile dos artistas por uma passadeira que, depois do azul de Lisboa em 2018, se apresentou este ano em cor de laranja.

Os países desfilaram pela ordem pela qual se vão apresentar nas semifinais, com os “big 5” e o anfitrião – Israel – a completar o lote. Portugal foi por isso o 15º, tendo Conan Osiris passado frente a multidões de equipas de reportagem para órgãos de comunicação de todo o mundo.

A dada altura pelos altifalantes ouviu-se o som de “Fuego”, a canção de Eleni Foureira que levou Chipre ao segundo lugar em Lisboa. Conan Osiris dançou, mal imaginando que pouco depois daria ali mesmo de caras com a própria cantora...

Eleni e Conan trocaram elogios, com o músico português, mais o bailarino João Reis Moreira ajoelhados em frente à rainha Foureira... Foi um dos momentos maiores da Carpete Cor de Laranja em Telavive.

Depois de terminado o desfile todas as delegações juntaram-se num auditório para uma cerimónia de abertura na qual Dana Internacional (que venceu a Eurovisão em 1998) deu uma atuação. O dia terminou com boas vindas a todos os artistas...